O presente blog se propõe a reflexão sobre os Direitos Humanos nas suas mais diversas manifestações e algumas amenidades.


terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Dourado diz na televisão que homem heterossexual não contrai AIDS!

Esta sendo repercutido na LISTAGLS, o melhor grupo nacional no Yahoo que discute temas envolvendo homossexualidade, matéria publicada no site da editora abril reportando que Dourado afirmou que homem heterossexual não contrai AIDS.


Acredite quem quiser, segundo Dourado, homem hétero não pega AIDS, e a mulher que é portadora, só é porque o marido “foi errado algum momento” e é bissexual.


E não pense que Dourado terminou por aí, disse mais: “eu não uso camisinha com as minhas namoradas e ninguém vai me fazer mudar isso”.


Ignorância provavelmente pega, já que essas namoradas do Dourado parece que seguem sua cartilha.


É grave essa afirmativa de Dourado num programa com tanta repercussão e que é assistido 24 horas por tantas pessoas do Brasil, de Norte a Sul, nos mais variados cantinhos deste país.


Joga no lixo montanhas de dinheiro do Governo que tenta esclarecer a população sobre uma grave doença infecto contagiosa e ainda usa a imagem de um MÉDICO (com quem teria conversado) para justificar seus argumentos irresponsáveis.


Dourado alimenta a discriminação contra os homossexuais acusando-os de serem exclusivos responsáveis pela AIDS.


E mais, pode encontrar acolhida num segmento menos culto, como os machistas que com ele se identifiquem ou jovens ainda despreparados, conduzindo a um retrocesso histórico, de décadas atrás, quando ainda se acreditava se tratar de uma DOENÇA GAY, contribuindo para disseminação da doença entre heterossexuais.


Não custa lembrar que já foi apontada em pesquisas a baixa percepção que alguns jovens têm do risco de contraírem a sida e o número elevado de contaminação de mulheres casadas.


Na questão de saúde pública a gravidade de uma alegação irresponsável como esta na televisão ainda é mais abrangente, uma vez que tira a proteção de outros DSTs (doenças sexualmente transmissíveis), como hepatite C e B, sífilis, gonorréia e etc.


O mínimo que se espera da direção do programa BBB10 é que Bial, seu apresentador, faça uma intervenção corrigindo publicamente a burrada de Dourado.
.
fonte:

4 comentários:

Eduardo A. disse...

O_O
O Dourado esta mais para latão! Só sai merda da boca desse homofóbico?
Abraço!

Carlos Alexandre Neves Lima disse...

kkkkkkkkk
Você viu ele se rebelando porque o Dicesar disse que todos tinham uma Diva dentro de si?
Mas neste ponto tenho que concordar com ele. Não é possibilidade dele ter uma diva!

Nana disse...

Homofobia demais.... a gente desconfia... Beijos, Nana.

Felipe Fontana... disse...

Observações sobre a falta de ação sentida.

Não acredito que Diceser seja alheio a qualquer tipo de brincadeira que leve em consideração seu comportamento, por vezes, descuidado na casa do BBB. São evidentes as contradições presentes em suas declarações voltadas ao participante Marcelo Dourado. Na verdade, acredito que tenha sido este comportamento o catalisador da brincadeira aprontada por Pedro Bial durante o programa exibido no dia 09/02/2010. Porém, creio que o apresentador cometeu um grave erro. Afinal, não foi só Diceser que revelou desacertos e fez problemáticas afirmações merecedoras de brincadeiras que conotam verdades. No caso, o apresentador deu nome aos bois, disse que não entendia qual era a de Diceser, que apresentava um suspeito comportamento passional originário das contraditórias afirmações sobre Dourado (hora gosta, hora odeia, hora briga, hora elogia, hora fala mal, etc.). Ok, brincadeira inteligível e bem sacada. Porém, como deixar ofuscada e pouco aprofundada a asneira dita por Dourado na piscina, aquela, que ligava de maneira preconceituosa, arcaica, atrasada e perigosa os homossexuais à AIDS? Contra isso, podem afirmar que o apresentador fez uma observação dizendo que o programa não é responsável pelas declarações de seus participantes e que dúvidas sobre a doença deveriam ser esclarecidas corretamente no site do governo (colocado no rodapé da tela da televisão). Bom, eu achei pouco. Acredito que o apresentador foi politicamente correto; comportamento que destoa de suas boas performances na frente do intrigante e delicioso programa. O BBB realmente não é responsável por declarações alheias, mas o participante (discursador) é. Em minha opinião, o apresentador deveria comentar o fato com o participante e sinalizar o quão problemática é a declaração que ele fez. Pois, é a resistência deste tipo de afirmação que limita e joga no lixo dezenas de anos dedicados por milhares de pessoas na luta do movimento gay contra preconceitos e idéias limitadoras. Além disso, este tipo de declaração estereotipada contribui para o aumento da rejeição de pessoas em relação ao movimento homossexual, ou seja, uma propaganda contrária ao movimento que tem por objetivo lutar para que as pessoas vivam livremente suas sexualidades. Hoje já sabemos que entre os homossexuais o índice de AIDS só diminui e, em contraposição, o índice da doença entre pessoas casadas só aumenta. Dessa forma, acredito que Marcelo Dourado deveria ter ficado ciente da catastrófica afirmação dada por ele, ao vivo. Seria o mínino pela complicada e desrespeitosa declaração feita. Bial não colocou Diceser contra a parede e o informou de suas problemáticas e contraditórias afirmações através de uma brincadeira? Pois é, deveria ter feito o mesmo ou pior com Dourado, afinal, acredito que esta declaração do participante é muito mais problemática do que as de Diceser. Como telespectador, militante do movimento e homossexual me senti lesado por esta afirmação preconceituosa, incoerente e homofóbica, que mais uma vez, acredito ter sido pouco aprofundada e confrontada com seu discursador. Desde já agradeço pela disposição e tempo.
Felipe Fontana, Maringá - PR

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin