O presente blog se propõe a reflexão sobre os Direitos Humanos nas suas mais diversas manifestações e algumas amenidades.


domingo, 19 de dezembro de 2010

Em foco: “HOMOSSEXUALIDADE, PRECONCEITO E INTOLERANCIA. Análise Semiótica de Depoimentos”, por Edith Modesto


Algumas pessoas possuem luz 'in natura'.

Edith Lopes Modesto Dos Santos é muito conhecida pelo Movimento Social como EDITH MODESTO, por sua particular atuação junto aos pais de homossexuais e pelo trabalho desenvolvido com jovens LGBTs em São Paulo (Projeto Purpurina), mas seu nome ganhou maior projeção após serem reveladas, no programa Profissão Repórter, da Rede Globo, sua história pessoal e estas atividades antes mencionadas. Aqui mesmo mencionei este programa.

Óbvio que, valendo-me superficialmente da semiótica, Edith Modesto não representa só as impressões que possuo a seu respeito. Além de ser uma humanista, militante do amor materno, defensora da instituição da família, possui em seu currículo a autoria de inúmeros livros de ficções juvenil e de temas envolvendo homossexualidade, também de um extenso trabalho de educadora universitária. Este currículo ajuda a explicar sua competência e didática.

Sugiro a visita do site da ONG GPH - Grupo de Pais de Homossexuais, fundada para acolher pais que desconfiam ter ou têm filhos homossexuais.

Mas Edith Modesto continua surpreendendo.

Na próxima segunda-feira, 20/12, às 14:00hs, no salão nobre da Administração da FFLCH - USP - Rua do Lago, Cidade Universitária, Edith defenderá sua tese de doutorado: "HOMOSSEXUALIDADE PRECONCEITO E INTOLERANCIA. Análise Semiótica de Depoimentos".

Só o título de sua tese já desperta grande curiosidade e evidente interesse, ainda mais sabendo que o mesmo se trata de um aprofundado trabalho da competente Edith Modesto. Particularmente, adoraria testemunhar sua análise semiótica dos depoimentos colhidos que serviram para sua tese.

Como ocorrerá amanhã, em São Paulo, e estou no Rio de Janeiro, não poderei comparecer, mas recomendo para aqueles com disponibilidade que assistam a apresentação da defesa de tese da doutoranda e, de preferência, partilhem o conteúdo do trabalho apresentado. Caso contrário, para aqueles que se interessem sobre o assunto, como eu, só terão acesso após sua publicação.

Se tivéssemos pessoas como Edith Modesto pelo país, a vida seria bem mais generosa.

Um comentário:

eu... disse...

Boa tarde,

hoje me deparei com seu blog. achei mt interessante e bem em sintonia com o que penso...
aqui vão informações sobre minha dissertação de mestrado, que foi recentemente defendida.
http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/agosto2010/ju471pdf/Pag05.pdf

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin