O presente blog se propõe a reflexão sobre os Direitos Humanos nas suas mais diversas manifestações e algumas amenidades.


terça-feira, 30 de março de 2010

Glória Perez não tem medo de ser rídicula!

.
,

Realmente a vida dá voltas.

Eis que, de repente, descobrimos que Gloria Perez é uma admiradora entusiasmada de Marcelo Dourado, e assume advogar sua defesa publicamente, tanto quanto fazem aqueles advogados de Suzane Richtofen e do casal Nardoni que a mesma condena!

A mesma novelista que criou um personagem pitboy, baseando-se em histórias reais, saiu em ataque aos homossexuais, acusando-os de discriminarem Marcelo Dourado e, em outras palavras, de endossarem uma falsidade.

Afirmou ela que Marcelo Dourado não é homofóbico. Com base em quê, senhora escritora? De sua experiência na pele, enquanto homossexual, diante de Marcelos Dourados em sua vida? Com certeza não!

Imaginava que pessoas inteligentes e sagazes tivessem sensibilidade suficiente para perceber onde mora o preconceito e o qual o sentido do termo homofobia para a comunidade LGBT. Pelo vista ela desconhece ambos.

Pode parecer jogo baixo mencionar advogados de criminosos, até porque ninguém pode fazer tal afirmação de Marcelo Dourado. Não pode mesmo, porque a lei que transforma em crime a homofobia está lá engavetadíssima no Senado Federal. Nem isso os homossexuais têm, a eles cabem apenas o grito e os dedos para digitar. Dourado é e continuará inocente enquanto para o Brasil a homofobia não for crime.

Não convive a tal senhora com pitboys violentos, que têm horror a viados e sapatões, que lhes dão socos, chutes, cusparadas, facadas, marretadas e introduzem alguns instrumentos em seus orifícios, fazendo-os entrar nas estatísticas de vítimas de homicídio a cada dois dias. Alguns sobrevivem, como foi o caso de Ferrucio, rapaz de Niterói que no ano passado sofreu tal violência.

Pitboys que fazem cara de nojo quando ouvem alguma história homossexual, que se sentem ofendidos se alguém se atrever tocar num assunto que envolva o tema e que utilizam delicadamente o termo viado, bicha e sapatão para xingar aqueles que não gostam. Pitboys que se divertem atingindo e agredindo drag queens, travestis e até prostitutas fazendo ponto.

Pitboys que se negam a usar camisinha com as marias-alguma-coisa, porque são machos, e a AIDS é uma peste gay.

Pitboys que têm como máxima, mandar e apoiar seus amigos "arrepiarem" as mulheres e para quem sair para zoar se traduz em quebrar um bar por onde passem.

Marcelo Dourado não é homofóbico para a escritora, que parece ainda viver no seu mundo de fantasias, criado para si mesma, com o final que der a maior audiência.

Dourado, para Glória Perez, não tem problema com homossexuais. Vai ver que por isto, hoje seu amigo Cadu, que já convivia anteriormente com ele do lado de fora do programa, ao fazer sua justificativa para Dourado ganhar, disse na frente do mesmo, sem qualquer contestação e em bom som: “ele conviveu (dentro do problema dele, que foi posto aqui dentro do programa) de conviver com um gay, ele se saiu muito bem...”. Qual problema Cadu?! Afinal, Dourado não tem problema com homossexuais. Os homossexuais que o discriminam!

Dizer que a AIDS é doença de homossexual, sem dúvida é ignorância, assim como é uma total ignorância o ser que ataca brutalmente um outro ser humano, espanca, mata ou apoia em público a violência. Fazer tal afirmativa, fosse na boca de alguém que apenas repetisse o que ouviu, desprovida de juízo de valor sobre os homossexuais, aí sim, poderia supor que seria mera ignorância. Mas vindo daquele que não esconde a cara muito feia que faz, reclamando publicamente do apresentador do programa (Bial), porque este disse que um gay o admirava como homem, lamentando sua sorte por conviver com tal tipo e questionando o que fazia lá, assim como o que seus amigos não estariam pensando dele, a ponto do Bial, num outro bloco, pedisse para que levasse na esportiva, certamente é a exata idéia que tenho de “rejeição ou aversão a homossexual”, ou seja, em nosso dicionário, homofobia.

Mas Dourado se saiu bem, escritora. Ele negociou seus arrotos na mesa com o fim de papo de viadagem.

Daria um bom texto para sua novela os argumentos de Dourado para aquilo que ele chamou de Orgulho Hetero. Tem lógica total, afinal os héteros como ele se orgulham de sua condição de macho, colocando uma linha bem firme que os separam dos homossexuais. Aqueles por quais ele não possui qualquer rejeição, é claro!

Pena que os homossexuais brasileiros sejam tão ignorantes e não alcancem sua grande inteligência.

Marcelo Dourado é um pitboy sim, senhora advogada, pois é isso que entendo por alguém que diz para sua parceira Lia, na festa mexicana, que está sentindo falta da liberdade, de pegar sua moto, se juntar aos amigos para sair zoando, arrumar confusão e quebrar um bar.

Porque será que Pitboys, violentos e criminosos, se identificaram - de imediato - com Marcelo Dourado? Aliás, eles pertencem a magnânima “Máfia Dourada”, e, diga-se de passagem, não estão na telinha disputando nada e não precisam fazer o gênero do “pobre menino mau”. Sem temor, ameaçaram a família do gay Dicesar, invadiram sites LGBT, e em seus blogs, demonstrando o quanto e, no que, se identificam com Dourado, fizeram até uma bela campanha:


"Campanha: Dourado quebra logo essas bichas
Dourado é o único naquela casa que odeia aquelas bichas alucinadas. O cara tem que continuar na casa até o final.
Se for eliminado, que seja por dar um pedalaço nas costas daquele Drag Queen ou então daquele emo viadinho saltitante. Boto fé que se ele continuar, não aguenta mais de 2 semanas sem quebrar um deles, aheuaheuaehau!
Curte o que o Drag Queen disse:
"Eu não tenho preconceito contra homofóbico, acho que a gente tem que conviver. Ele também é uma pessoa boa, mas pra conviver 24 horas não dá"
Sim, e conviver com uma bicha velha dá por acaso? Haheuaheaue
Se o Dourado for eliminado nas próximas semanas, eu paro de assistir essa porra, pq esse ano ta um nojo. Não da mais para aguentar aquelas bichas. A mulherada mal aparece, é só aquelas bichas o tempo todo, pqp... O fato de ter uma chance do Dourado quebrar um deles é a única coisa que me motiva a ver essa merda esse ano."

leia em:http://vacadodemonho.blogspot.com/2010/01/campanha-dourado-quebra-logo-essas.html


A suástica que Marcelo Dourado leva no seu braço, de fato, é uma suástica que consta na vestimenta de um guerreiro. E daí? O que precisa mais? Não venham me dizer que se trata de uma referência religiosa, budista ou outra qualquer, porque daí já é desafiar a inteligência de quem ouve. Dourado também se tatuou “sem fé” e falou para quem quis ouvir, com orgulho, que era chamado para as lutas porque tinha fama de mau. Ora, escolheu aquela tatuagem contendo a suástica, num período pós nazismo, sem fé, sabendo perfeitamente como a mesma seria entendida e como poderia agredir a tantos que foram vítimas do holocausto. Vai ver que existe uma justificativa mais filosófica. É a cara do Dourado.

Aliás, a cultura e profundidade filosófica de Marcelo Dourado pode ser reproduzida aqui com seus comentários no dia 09/03, quando explicou ser o símbolo do cristianismo um peixe porque Cristo era de "peixes", indagado se estava se referindo a astrologia, o mesmo corrige: "Não, a astronomia". Em seguida, faz esboço de defesa dos muçulmanos contra os judeus (hummm) e ainda recomendou a leitura do livro 'Assustadora História da Maldade', que possui tema central sobre a moralidade e a maldade. Consegue a advogada escritora correlacionar o lutador de vale tudo ao conteúdo do livro por ele indicado e a sua real profundidade cultural e filosófica?

Dourado, com vontade e consciência, faz REPRESENTAR toda a homofobia que lutamos contra!

Ninguém quer retirar de Dourado os seus seguidores, afinal, todo mundo tem direito de se identificar com quem bem entender, e evidente, Glória Perez entre eles. Mas acusar quem sofre na pele a discriminação de discriminador chega a ser ofensivo!
.
Todos temos defeitos e ninguém possui direito de cobrar a perfeição do outro. Mas para as vítimas da homofobia, este defeito é intolorável. Se repudiar os homofóbicos significa estar agindo com discriminação, então, particularmente, assumo esta condição e até me orgulho dela!
,
Ter seu preferido no programa é normal, mas audaciosamente dizer que Dourado não é um pitboy homofóbico e que nem traz consigo a lembrança do nazismo, isto sim é má-fé, senhora escritora advogada de defesa.
.
Quando realmente vamos começar a falar de justiça? Porque esta que está aí, transformando Marcelo Dourado no mocinho da estória, até aquela pessoa que não seja de toda imbecil deveria ter medo de ser ridícula.

PS1: Esqueci de comentar a reação de Dourado ao comentário de Dicésar ao afirmar que todos possuíam um diva interior. Isto foi motivo de grande revolta por Dourado. Ele fez questão de falar no programa seguinte para Bial sobre seu 'orgulho hétero' e registrar sua revolta pelo absurdo comentário de Dicésar, pois ele jamais teria uma diva consigo. Ah, é verdade, ele não é homofóbico! esqueci! Dourado apenas não gosta de divas...
,
Ps2: No chat da Globo.com, Marcelo Dourado, afirmando repetir o discurso dado por Bial no progama, reiterou que não é homofóbico e respeita, apenas não tem simpatia por homossexuais. Ah tá, então ele não tem homofobia ("rejeição ou aversão aos homossexuais"). Só não tem simpatia aos mesmos...
.
foto: reprodução GloboNews

12 comentários:

Papai Gay disse...

PARABÉNS! Devorei esse texto.

Simone disse...

E essa senhora ainda diz que o Dourado é vítima de PRECONCEITO e INTOLERÂNCIA. Ah.. faça-me o favor..

Simone disse...

E essa senhora ainda diz que o Dourado é vítima de PRECONCEITO e INTOLERÂNCIA. Ah.. faça-me o favor..

Carlos disse...

Amigo,

Dourado não é pitboy.. nunca atacou homossexuais masculinos e nem femininos. As brigas que ele trava são apenas como lutador/ex-lutador profissional. Ele não tem nenhuma acusão nas costas por agressão a ninguém.

Entendo a revolta de vocês quanto à esses casos absurdos de homofobia, mas não peguem o Dourado para Cristo (ou Judas).

Aparentemente, você não assistia BBB 24h. Quem inventou essa história de homofobia foi o Dicésar.. para tentar comover o público. Quer audiência maior entre homo x hetero? Por várias vezes, Dourado cuidou de Serginho e de Dicésar. A rejeição partiu do próprio Dicésar. Será que devemos generalizar que todo cara fortão é homofóbico? Não, né?

Paz para você!

Leco Vilela disse...

Parabens pelo texto, gosaria de pedir que você por favor envia-se ele a Glória e a produção do BBB. Sei que a probabilidade de leitura por parte deles é minima, mas se faz necessário colocarmos o nosso lado.

Quanto ao comentário acima. Nesse país da pra se contar nos dedos as pessoas que foram presas por agressão a homossexuais nos últimos 5 anos. Pois como você deveria saber nos agredir não é contra lei, mas sim 'esporte' de pessoas homofóbicas.

Anônimo disse...

Também sugiro que esse texto seja enviado a senhora Glória Perez. Se não me engano ela deve ter twitter ou site. Dúvido que ela tenha uma resposta à altura do que foi exposto por vc através de fatos do BBB. Foi triste, foi nojento, foi repugnante, foi a coisa mais lamentável do mundo ver o senhor Bial defendendo o líder da máfia e anunciando-o como vencedor...E mais: Dúvido que esses 60% dos votos sejam uma realidade.

Fernando B.

mario disse...

Adorei o texto e concordo com os colegas acima que deveria enviar para Glória Perez, ainda que falte algumas outras coisas que ele fez e demonstram o quanto é homofóbico.

Carlos Alexandre Neves Lima disse...

Queridos colegas de blog,

Agradeço a todos os comentários, inclusive aquela do educado Carlos, que entende de forma diferente. Com sinceridade, Carlos, respeito sua posição e igualmente agradeço expô-la.

Recebi ligações de amigos pedindo, assim como vocês, que enviasse o texto. Acabo de encaminhar mensagem pelo Twitter para Glória Perez.

Mas pessoal, vamos nos conscientizar que essa questão, que virou polêmioa, deve ter causado verdadeira canseira para ela.

É HIPER NORMAL que para os LGBTs seja uma questão extremamente importante, pois somos nós que sofremos cotidianamente a discriminação e as agressões de homofóbicos.

Também tento me colocar no lugar dos heterossexuais, que não passam pelas mesmas coisas que os LGBTs, e fazer uma análise de Dourado apenas como alguém apenas autêntico e bronco. Algumas pessoas como a Glória Perez, não enxergam as mesmas coisas óbvias, não por maldade ou preconceito, mas porque um olhar mais ingênuo e despreparado.

A Globo sabe a situação que ajudou a criar, tanto que Bial, num discurso tosco, repetiu mais de uma vez que Dourado não era homofóbico. Ele é, e particularmente, eles sabem disto, pois todas as "cenas" são escolhidas pela edição (diga-se, muito boa).

Temos que lutar por nossos interesses, brigando para que a lei que cuida da discriminação aos LGBTs - PLC 122 - passe pelo Senado Federal. Esta deveria ser a nossa resposta. Afinal, porque os idosos, as crianças, as raças, as mulheres, os indíos e as etnias estão protegidas pela lei criminal contra a discriminação e os LGBTs não? Abs

Cia. de Artes 5ª Parede disse...

..."nada mais desigual e injusto, do que tratar igualmente os... desiguais".

Li isto em algum Blog, quiçá neste mesmo... por conseguinte, desconheço o autor, mas achei genial, e faço minhas estas palavras, neste momento... para que NÃO SE COLOQUE PANOS-QUENTES, NÃO...

Já perdi dois amigos hedionda & homofóbicamente assassinados, cujos assassinos estão à solta por aí... sendo que, no caso de um deles, todos sabíamos quem era o autor, e a polícia NADA FEZ...

Por que a frase do cabeçalho? Porque não dá, meu querido amigo, pra chamar de "olhar ingênuo" Bial, Rede Globo, Glória Perez, que são responsáveis por formatar a opinião pública deste país... Detêm o poder nas mão... a correlação de forças é completamente desigual... não acredito em ingenuidade... A folclórica Índia mostrada por essa senhora, só pra exemplar seu último trabalho, está anos-luz de distância da Índia real... Todos, mui intencionalmente, fantasiosos, ingênuos...

Afinal, manter toda uma população faminta, destituída de direitos humanos, saúde, cultura, etc... etc... SILENCIADA, ANESTESIADA, PRESA À CAMISA-DE-FORÇA DA TELINHA, não há de ser tarefa para bem intencionados & ingênuos...

Desculpem se me exaltei... mas, certas cositas, tais como essas falas de figuras "ilustres", muito bem pagas para serviços, as mais das vezes escusos, sob o ponto de vista social, aquecem meu sangue mouro, rsss

Saudações afetuosas a todos \o/

Diego D. disse...

O medo de ser ridículo não deve ser apenas da autora, mas de qualquer um.

Equiparar o participante a assassinos, desrespeitar a profissão de advogados criminalistas, fazer ilações, sofismas, chamá-lo indiretamente de nazista (ressaltando a falta de cultura do participante) e fazendo transcrições não literais, soa mais ridículo do que qualquer outra coisa que já li. Até uma frase dita CLARAMENTE PELO PARTICIPANTE (quebrar bar) EM TOM DE BRINCADEIRA, FOI UTILIZADA.

A lenda urbana sobre a homofobia de Dourado se criou e se propagou, e os "ridículos" tentam manter seus argumentos, cada vez mais agressivos e forçados, com associações esdrúxulas e apelações bizarras (fotos de uma pessoa machucada???). Ou seja, o participante, que não tem um mísero histórico de agressão ou discriminação aos homossexuais aqui fora, é associado ao assassinato de homossexuais. Apesar dele ter como dois e seus melhores amigos aqui fora um judeu e um negro, e um judeu no programa (Michel), é acusado de nazista por ter tatuado uma suástica invertida, diferente da usada pelo regime alemão.

Ora, SE AS PESSOAS TEM 3 OU 4 PASSAGENS DO CARA NO PROGRAMA PARA IMPOR-LHE O RÓTULO DE HOMOFÓBICO, HÁ DEZENAS PARA PROVAR O CONTRÁRIO.

Não confundam a ignorância e má expresão sobre o HIV com homofobia. Confiou em algo que lhe disseram, quis aparecer, e se deu mal. Não confundam certas reservas sobre o que for conversado durante um almoço com homofobia (quando exagerou, pediu desculpas). Observem que quem chamou de viado também foi chamado de ogro, lobo-mau, sem fé, grosso e homem das cavernas.

EM SUMA: NÃO CONFUNDAM RESPEITAR, SER GENTIL E CONVIVER COM NÃO INTERAGIR PESSOALMENTE OU SE RESERVAR A NÃO QUERER OU GOSTAR DE CERTAS BRINCADEIRAS.

Ao amigo que COLOCA UMA NOBRE CAUSA ACIMA DE TUDO E DE TODOS, AO AMIGO QUE NÃO ACEITA SER ROTULADO, MAS gosta de rotular as pessoas ("ridículo", "advogado de defesa", "homofóbico", "pitboy", etc.), deixo abaixo os links de alguns vídeos para sua reflexão:

http://www.youtube.com/watch?v=6FODyOMEmi0

http://www.youtube.com/watch?v=2o0b9MQLXFc&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=aMxnzC4mdw4&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=TxPKfx87ieo&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=ADlJOBC_O4o

http://www.youtube.com/watch?v=yxnNz7FHQEQ

Se você for consciente, veja. Há mais vídeos, se quiser. Veja sobre homofobia, sobre quem estimula violência. Os vídeos relativos a não homofobia de Dourado são do final de fevereiro. Além das cenas ali inseridas, há dezenas ou centenas de passagens que não estão ali ou ocorreram posteriormente

Pense bem no que está fazendo, Reflita. Não só sobre os outros, mas sobre si mesmo.

Marcos Maia disse...

ela presciza de uma plastica no celebro... mamae ja nao assiste mais as novelas dela... gostaria de saber se ela gostaria de alguem defendese o assasino da filha dela! ele poderia ser vitima de um trauma de infancia que o torou um assasino tb ne!

Marcos Maia disse...

tornou*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin